Domingo, 26 de Abril de 2009

El semanaldigital.com - Os gémeos dos Tokio Hotel temem pela vida da sua mãe

 

Bill e Tom Kaulitz levam meses sofrendo de perseguição de um grupo de francesas que se chamam "Les Afghanes on Tour"  e que não só põe em perigo o grupo, como também a sua familia.

 

Os bilhetes de avião para Los Angels estavam confirmados mas os rapazes não poderam voar. Por medo que umas fãs francesas enraivecidas pudessem cumprir as ameças de morte que faz meses submergiram tanto a banda alemã Toko Hotel, como os seus familiares, em concreto à mãe dos gémeos Kaulitz.


Tokio Hotel inclusivé viram-se obrigados a deter a produção do seu terceiro albúm. Segundo a rúbrica "Bild am Sonntag", a mãe dos célebres gémeos, de 19 anos, recebeu ameaças de um grupo de fanáticas francesas da banda que se fazem chamar "Les Afghanes On Tour". Estas jovens, que inclusivé aparecem tapando-se com cachecóis para não serem reconhecidas, levaram muitos meses assediando-os, tendo pondo em a sua vida em perigo por várias ocasiões com perseguições com um carro. 

O caso saltou á luz pública faz uma semana depois de Tom Kaulitz, guitarrista do grupo, golpear uma fã, Pierrine D. numa gasolineira, segundo ela, por lhe ter tirado uma fotografia, como informou o "El Semanal Digital". A banda trouxe então envios de denúncias por assério às duas jovens que se vieram envolver no incidente, ao mesmo tempo que elas denunciavam o músico por lesões.

O representante do grupo, David Jost, nota no jornal que as jovens terão "incomodado e ameaçado" repetidamente os quatro integrantes dos Tokio Hotel. O diário reproduz um fragmento de uma das supostas cartas das assediadoras dirigidas aos músicos em que afirmam estar "descontentes" e cada vez mais "impacientes". "Desde Setembro deverias saber que não são simples fãs. Agora saberas como devem reagir...", indica a missiva.

Segundo "Bild am Sonntag", os gémeos Kaulitz deveriam estar estes dias em Los Angels terminando a produção do seu noco trabalho mas decidiram permanecer na Alemanha porque "temem pela vida da sua mãe". O representante do grupo explica também que a agressão de Tom a uma das jovens aconteceu depois da sua mãe receber as primeiras ameaças.

A jovem, acompanhada de uma amiga, seguiu o carro em que viajava o guitarrista desde um estúdio de gravação em Hamburgo e, quando o automóvel parou para reabastecer, tirou uma foto ao guitarrista, através do vidro. A agredida declarou então à policia que o Kaulitz abriu a janela e lhe lançou um cigarro aceso, que ela recolheu e apagou sobre o vidro do carro.

O jovem saiu nesse momento do veículo, golpeou Pierrine D. na cara com o seu braço contra o solo. À sua acompanhante, empurrou-a contra o solo e seguidamente subiu para o seu carro e abandonou o lugar. Jost afirma que o advogado das jovens se pôs em contacto com ele para lhe comunicar que as suas clientes retirariam as acusações por agressão se os músicos retirassem as suas, algo que os membros da banda não estão dispostos a fazer.

Ao que parece, as fãs chegaram até tal ponto no seu assédio que alugaram faz um ano um andar na mesma casa que os gémeos Kaulitz para estarem perto dos seus idolos. Os músicos tiveram os seus altos e baixos com as raparigas e o que ao princípio era amor pelos Tokio Hotel parece se ter tornado em ódio face ao grupo e tentavias de amargar as suas vidas o mais possível.

Tradução : Union TH

Fonte


publicado por TH Online às 23:38
link do post | comentar | favorito
free counters
Image and video hosting by TinyPic
 
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic

Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31



Arquivo

Maio 2009

Abril 2009